Facebook - Clique para acessarTwitter - Clique para acessarYouTube - Clique para acessarFlickr - Clique para acessar

Senador Donizeti Nogueira debate sistema prisional e condena terceirização

05 - Maio - 2016
Foto: Alessandro Dantas
Senador Donizeti Nogueira debate sistema prisional e condena terceirização

O senador Donizeti Nogueira (PT-TO) participou, nesta quinta-feira, 05, de audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participava, com a participação de gestores, especialistas e lideranças sindicais sobre a sistema prisional brasileiro. Durante os debates, coordenados pelo senador Hélio José (PMDB-DF), o parlamentar condenou a terceirização que, segundo ele, transforma o preso em mercadoria, abrindo brechas para a corrupção, sem resolver os problemas do sistema penitenciário no Brasil.

O senador argumentou que é preciso um outro sistema, com planejamento de longo prazo, e a definição do papel do agente penitenciário e da própria penitenciária como agente da reinserção e ressocialização do apenado na sociedade. Donizeti Nogueira propôs a criação de um novo sistema, nos moldes de colônia agrícola ou industrial, como forma de capacitar e profissionalizar o detento para o período pós-pena, e com a participação da sociedade para combater o preconceito e a discriminação.

“Estamos perdendo o jogo”, argumentou, citando dados alarmantes para mostrar que o sistema não funciona. 41% dos encarcerados ainda não foram julgados, 36% quando julgados, já teriam cumprido suas penas e mais de 40% estaria em regime semiaberto. “A superlotação poderia ser amenizada pelo Judiciário”, afirmou, destacando ainda que é necessário um maior empenho das defensorias públicas para o julgamento de casos em que o acusado não pode pagar por sua defesa.

O parlamentar citou recente levantamento que aponta um crescimento espantoso de encarceramento entre mulheres e jovens envolvidos com o tráfico de drogas, sumariamente condenados, pela falta de julgamento. “Um jovem, uma jovem vai presa com 20 gramas de haxixe e fica encarcerado, enquanto um helicóptero com 450 quilos de cocaína, simplesmente desaparece”, concluiu ele, argumentando que a demora da justiça penaliza o usuário em detrimento do verdadeiro tráfico.

Cadastre-se Aqui para receber
as notícias do Senador por E-mail

Galeria de Fotos

Veja Mais

BRASÍLIA - SENADO FEDERAL

Telefones (61) 3303-2464 (61) 3303-2990

Edifício Principal, Anexo I, 6º Andar.

CEP. 70165-900 / Brasília - Distrito Federal

TOCANTINS - GABINETE REGIONAL

Telefones: (63) 3215-5746

208 Sul, Alameda 01, Lote 10.

CEP. 77020-558 / Palmas - Tocantins